2.9.16

Descobrir as diferenças

Não bastando a fórmula elementar do dicionário, cá está a vida para desfazer equívocos e simplificar a distinção: aquele que, por cortesia e sentido do dever, comparece à necessidade é atencioso. O que se move pelo nobre sentido da dádiva, superior a expectativas e à cartilha dos bons modos, e nisso vê um sentido para ser, é generoso. E se ao primeiro é preciso pedir ou dar sinal, o segundo até de olhos fechados sabe para onde conduzir a sua mão.
Também o primeiro espera que lhe agradeçam para ter estímulo a repetir o ato de valor. O segundo, de nenhum pagamento depende, pois é consigo mesmo que tem por hábito acertar contas.