29.8.16

Primavera

Nasci sob um signo de terra e faço jus a essa minha condição astrológica. Não me apanharás em grandes devaneios, ímpetos ou distorções. Quero com nitidez, amo com lealdade, sofro com disciplina. Mas porque vim no tempo da secura, do frio e das sombras, diante de qualquer coisa que respire, cante ou brilhe, eu estremeço, abro os olhos e começo a sonhar, julgando estar aí a primavera.