8.3.16

Os perigos

Que triste deve parecer a realidade aos olhos de certas crianças! A conselho dos próprios pais e antes mesmo de darem os primeiros passos, acatam a ideia de que o mundo é armadilhado, cheio de más intenções, não obstante a mão sábia e bondosa que se diz assinar a sua criação. O cão ferra, o frio constipa, o sol faz mal à cabeça, a terra é porca, o médico dá picas, o polícia prende, o professor castiga, o estranho rouba. Os doces fazem formigas na barriga. A queda é fatal para os que ousam. Depois da curva pode haver um precipício. 
Que lhes resta? O colo e a obediência, a restrição a um perímetro modesto, aventuras de plástico, personagens de ficção, corridas de polegar. Infelizmente, é à sombra da ignorância que os perigos fermentam, mas de um modo tão silencioso e ordeiro que nem se dá por eles.